Archive for the ‘Entrevistas’ Category

Chegam hoje ao Musicbox para um concerto com o potencial de ser, no mínimo, memorável, e desde Crooks & Lovers, seu primeiro disco lançado quando já tinham dois Eps, que têm conseguido tocar um pouco por todo o mundo. “Ainda me espanta imenso que consigamos viajar pelo mundo e tocar para públicos onde nunca achámos que a nossa música viesse a chegar”, diz Dominic Maker, parte do duo constituído também por Kai Campos.


O Teatro da Trindade, em Lisboa, recebe hoje, quarta-feira, a apresentação do novo disco de Norberto Lobo. Chama-se Fala Mansa e é o terceiro trabalho a solo do músico lisboeta. A solo porque, pelo meio, houve tempo para outras aventuras, conforme nos explica o próprio: “entre o Pata Lenta e este [trabalho], participei em outros discos, como o de Norman”.


Sasu Ripatti é Luomo, Sistol, Conoco e Uusitalo. Mas também, e sobretudo, é o nome de berço de Vladislav Delay, músico finlandês que actua, amanhã, no Teatro Maria Matos, em formato quarteto. Apaixonado pelos tons do jazz, da techno, ou do dub, Ripatti é o verdadeiro camaleão da electrónica minimal finlandesa, um dos artistas de renome da cena berlinense, onde se sedeou, durante uns tempos. O elemento sónico – que até pode partir de um simples ruído – é pedra basilar na estrutura musical de Ripatti, que, recentemente, foi convidado a participar no ATP de Londres, curado pelos aclamados Animal Collective.


Vêm da nórdica e fria Suécia, com vontade para dominar o mundo. Chamam-se Bye Bye Bicycle e trazem consigo, nas suas músicas, memórias marcadas a “compasso” de tempos idos, que já foram e não voltam. Entre a pop sonhadora e o rock melancólico, vamos entrar no fabuloso mundo do imaginário de André Vikingsson, o vocalista. Depois de lerem, é correr para a agenda: é que estes meninos vão andar de norte a sul de Portugal, já a partir de dia 22.


Texto por Ana Beatriz Rodrigues Fotos por Vera Marmelo O oxigénio de Tiago Sousa não é qualquer um. É musical, sensorial e belo: todo um imaginário que se torna real em teclas de piano, tocado, clave a clave, pelo espírito de um Barreiro criativo. Em vésperas de lançar o seu novo disco, Walden Pond’s Monk, […]


Os Glockenwise já não são estranhos nenhuns para quem segue o PA. Mas mesmo para quem não segue, este quarteto minhoto, vindos da cada vez mais badalada cidade de Barcelos, começa a não causar estranheza alguma: já se faz ouvir por aí em anúncios e anda um pouco por todo esse Portugal a espalhar o terror em concerto. Ou, melhor, a fazer ondas, como indica logo o álbum Building Waves, que editaram em Janeiro.

Em pleno café do Hard Club, reunidos em volta de uma mesa, o vocalista Nuno Rodrigues e o guitarrista Rafael Ferreira (mais conhecido como Rafa, ou “Rafinha” para os amigos), acompanhados pelo baixista Rui Fiusa, estiveram em amena cavaqueira com o PA. O resultado dessa meia-hora de conversa pode ser lido em baixo.


Joan As Police Woman inicia, ontem, em Tróia, uma mini-digressão pelo nosso país. Esta tour contemplará, ainda, passagens em Lisboa, hoje à noite, e em Guimarães, Porto e Estarreja, nos dias 15, 16 e 17, respectivamente. Para mais informação, é favor seguir este endereço. Lê aqui a entrevista à singer-songwriter.