Concerto: NoMeansNo @ ZDB

14Apr11

13 de Abril  – Galeria Zé dos Bois, Lisboa
Escrito por António Matos Silva / Fotografia por Nuno Martins

Esperámos trinta anos por um concerto de NoMeansNo em Portugal. Salivámos trinta anos por uma mistura explosiva de punk, rock, jazz e noise. Alimentámos durante trinta anos a esperança de ver estas lendas que, vá-se lá saber porquê, ficaram na sombra de Ramones, Motorhead e outros que tais sem lhes dever pitada de talento. Mas eis que, em 2011, temos não uma, nem duas, mas três datas no nosso país. A segunda foi ontem na ZDB e, segundo reza a crónica dolorida, foi uma investida de duas horas sem dó nem piedade.

A veterania é um posto, fica-lhes bem e ainda bem que se servem disso mesmo para disparar para todo o lado com o seu humor cada vez mais refinado. E é que nem duvidem que por aquelas mãos já passou mais música que nas dos Stones, esses teimosos que gravam o mesmo disco desde 1978. É que os NoMeansNo são uma banda boa, uma banda a sério, que conseguem ser artsy sem soarem fartsy (que é como quem diz que têm técnica e estrutura, mas não são pretensiosos como eu, que usei esta expressão).

Com trinta anos de carreira e uma dezena de álbuns lançados, agradeçamos a Odin (Zeus ou Deus, conforme quiserem) que o trio tenha optado (ou conseguido) construir uma setlist de antologia. Ouviram-se três partes distintas: levámos na cara com punk de primeira ordem, rock matemático nos seus primórdios e estilhaços noise que se cravaram que nem estilhaços no nosso corpo e ouvidos. O público foi conquistado, o festão mínimo garantido foi assegurado e só se teve que esperar pela música que passámos o dia todo a desejar que eles tocassem – é que provavelmente tocaram.

Quem vinha armado para o confronto, aproveitou efusivamente Teresa e Oh No! Bruno!, como se o mundo fosse acabar já amanhã – e há melhor maneira de as aproveitar? Quem não vinha lá muito preparado – houve quem se atrevesse a entrar sala adentro de saltos altos -, foi brindado com sovas de meia-noite e mal conseguiu respirar em temas mais compassados como I Need You. Rock sem merdas e sem poupanças na altura de explodir (ou rebentar?), que em certas alturas, com a polvorosa que ia no Aquário da ZDB parecia que ia implodir com toda a gente. A solução possível era dar um passo cá fora, beber uma cerveja, respirar o ar menos quente da noite e mergulhar de cabeça para a festança orgiástica (parecia mesmo!) que ia lá por dentro.

Não valeu a pena esperar trinta anos para ver um canadiano mandar foder os mamões dos fotógrafos? Não valeu a pena esperar trinta anos para termos três canadianos a lixar-nos os tímpanos e a obrigar cada músculo a resistir até ao limite numa ZDB que parecia a sala de estar da minha vizinha do 1º esquerdo? Contas feitas, estas duas horas valeram 20 de ginásio, uma de sexo, 7 a andar de bicicleta, 10 a andar de patins e 29 filmes do Jackie Chan num domingo à tarde. As pessoas do Biggest Looser deviam pensar em fazer deles a banda residente. Num mês passavam de gordos mórbidos a bêbedos decadentes com um gosto musical impecável.

Quem não esteve lá, nunca vai ter ideia de como foi. E estas suadas palavras, assumo-o aqui e agora, são uma pálida reflexão do que ali se viu: a perfeita simbiose entre três músicos, o equilíbrio perfeito entre instrumentos, vozes e som. Mas deixo uma sugestão se quiserem sentir o que sentiu a partir dos vinte minutos de concerto e ainda se poupam do mosh. Vão à vossa casa de banho, liguem o chuveiro do vosso polibã (ou banheira ou jacuzzi), deixem a água aquecer e enfiem-se ali debaixo durante dez a quinze minutos. Ah, façam-no completamente vestidos. Depois saiam à rua e tentem sacar um beijo a uma gaja gira. Foi mais ou menos assim – mas com mais cheiro a suor.

Advertisements


No Responses Yet to “Concerto: NoMeansNo @ ZDB”

  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: