A biologia desvenda-nos duas músicas de Mammal, dos Altar of Plagues

28Mar11

Já tínhamos anunciado que os irlandeses tinham um álbum novo a sair em breve. Chama-se Mammal e, a analisar pela música que a Stereogum (sempre estes bons rapazes; bem-hajam!) partilhou em exclusivo e a pela amostra de dez minutos que os Altar of Plagues divulgaram através da sua editora europeia, será mais uma obra-prima de uma banda que não está nestas andanças para se conter, no que diz respeito a expandir o seu black metal. Aliás, escutemos a dita amostra de Neptune is Dead:

A “outra” nova música chama-se Feather And Bone e é a segunda faixa do novo longa-duração dos Altar of Plagues, que, como explica o vocalista e guitarrista James Kelly, fala sobre a morte. Acima de tudo, é uma música assustadoramente negra, pesada e, parecendo impossível, bela e envolvente. Descrições para quê? Ouçam-na AQUI (é uma ordem? Não? Tentei…).

Mammal é editado pela Candlelight a 25 de Abril. A editora está a oferecer às primeira 50 encomendas um cartaz do álbum, pintado especialmente por Vladimir Vacovsky, que se pode ver em baixo. A edição norte-americana, selada pela Profound Lore, também terá uma capa diferente, desenhada por Timo Ketola, como se pode ver na Stereogum. Em baixo, fica também o alinhamento do novo álbum de Altar of Plagues:

01 – Neptune Is Dead (18:44)
02 – Feather And Bone (11:42)
03 – When The Sun Drowns In The Ocean (8:18)
04 – All Life Converges To Some Center (13:15)

Advertisements


No Responses Yet to “A biologia desvenda-nos duas músicas de Mammal, dos Altar of Plagues”

  1. Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: