Concerto: Dois concertos e quatro actos: Secret Chiefs 3 + Budhi

01Jul09

30 de Junho, Santiago Alquimista – Lisboa
Escrito por André Forte / Fotos por Lais Pereira

O algarismo em Secret Chiefs 3 (SC3) fez, finalmente, algum sentido prático. Nesta actuação, estavam incluídos três modalidades do todo que é o projecto de Trey Spruance. Foi uma estreia fantástica em Lisboa e espera-se que não se fiquem por aqui.

Mais apagados estiveram os Budhi, que sofreram do mal das horas e do seu som ser, infelizmente, pouco compreensível. Por entre tanta mistura – do que eu compreendi, desde as escalas orientais, a estruturas post-rock e momentos nu-metal, passando pela voz típica da Pop portuguesa – há muita coisa que se perde. Ressalvam-se a boa postura do baterista e do vocalista e bastantes bons momentos nas músicas.

Inegavelmente, a expectativa de ver os Secret Chiefs 3 no Santiago Alquimista, em Lisboa, era muita – assim como deve sido no Porto, no dia anterior. Nunca se sabe o que esperar de uma banda tão eclética, e este foi um concerto fantástico em três actos:

Secret Chiefs 1: fatos vestidos, bem engravatados, a condizer com um universo Pulp Fiction, aqueceram a plateia com um Surf Rock poderoso, dançável e, diga-se, todo pintas. Cedo abandonaram o palco, acenderam as luzes e começou música de fundo.

Secret Chiefs 2: depois de abandonarem os presentes à sua sorte, confusos, regressaram ao palco com os seus mantos negros. Trey, depois de afinar bem a sua estranha guitarra oriental, liderou todo o projecto pelas suas incursões orientais em estruturas pouco claras, imensamente progressivas e de tempos inconstantes, mostrando o brilhantismo da sua composição.

Secret Chiefs 3: finalmente. Confortáveis, bem vestidos – dentro daquilo que, para eles, se pode considerar normal –, actuaram enquanto SC3 e não enquanto banda satélite desse grande projecto. Uma experiência incomunicável, na verdade – experimentar desde o Surf, às influências persas com todo o peso que a banda lhe consegue imprimir é uma viagem singular.

Foi uma viagem por um mundo imenso dos Secret Chiefs 3, que ontem deixaram bem clara a excelência dos músicos que os compõem (principalmente o baterista! Vénias para esse senhor que varreu tudo de forma inesperada!).

Advertisements


2 Responses to “Concerto: Dois concertos e quatro actos: Secret Chiefs 3 + Budhi”


  1. 1 Secret Chiefs 3 (e mais) em Sines « Ponto Alternativo
  2. 2 Afinal, parece que os Secret Chiefs 3 não se vão limitar a Sines « Ponto Alternativo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: